A Sete Brasil esclareceu neste sábado, 13, ter partido da empresa o pedido de suspensão do processo de registro de companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Segundo a empresa, a solicitação foi enviada no dia 8 de dezembro de 2014.

Em nota enviada ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, a companhia informa que não houve indeferimento do pedido por parte da instituição e sim desistência do processo por parte da Sete Brasil devido a procedimentos internos e estratégia de negócios da empresa.

No site da CVM, contudo, consta que o pedido de registro de companhia aberta da Sete Brasil Participações foi indeferido. A solicitação foi aberta no dia 26 de maio de 2014 para a categoria B, que permite a emissão de valores mobiliários, exceto ações, mas sem pedido de oferta pública de distribuição de valores mobiliários concomitante.

A Sete Brasil foi criada no final de 2010 por fundos de pensão, bancos e pela Petrobras para gerir sondas de perfuração em águas profundas para a estatal.