As vendas reais da indústria subiram 2,8% em setembro na comparação com igual mês de 2006, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (5) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ante agosto, considerando o ajuste sazonal, as vendas aumentaram 0,2%. Sem o ajuste sazonal, as vendas em setembro caíram 6,3% ante agosto. De janeiro a setembro, as vendas cresceram 4,2% na comparação com igual período de 2006.

O emprego na indústria subiu 4,2% em setembro ante setembro do ano passado. Na comparação com agosto, houve elevação de 0,5% com ajuste sazonal e aumento de 0,7% sem ajuste sazonal. No acumulado do ano, o emprego na indústria cresceu 3,6% ante mesmo período de 2006.

Salário

As horas trabalhadas na produção subiram 2,8% em setembro ante o mesmo intervalo do ano passado. Na comparação com agosto, pelo critério dessazonalizado, as horas trabalhadas aumentaram 0,6%. Mas sem ajuste sazonal recuaram 4,5%. De janeiro a setembro, as horas trabalhadas apresentaram acréscimo de 3,7% ante o acumulado dos nove primeiros meses de 2006.

As remunerações pagas subiram 5,7% na comparação entre setembro 2006 e setembro de 2007. Em relação a agosto deste ano, a alta nos salários foi de apenas 0,1%. No acumulado do ano, houve acréscimo de 5,1% nas remunerações pagas pela indústria frente a igual intervalo do ano passado.

"Além de intenso, o crescimento da atividade industrial é abrangente. A maior atividade industrial vem sendo acompanhada de geração de novos postos de trabalho, o que expande a massa de salários, fortalece a demanda interna e realimenta a expansão da produção na indústria", diz documento da CNI.