Foto: Lucimar do Carmo
Darci Piana (esquerda) substitui Ágide Meneguette no conselho
da entidade.

O empresário Darci Piana, presidente da Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio), assumiu ontem – por dois anos – a presidência do Conselho Deliberativo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas no Paraná (Sebrae/PR). A cerimônia de posse aconteceu durante a última reunião do colegiado em 2006. Piana assume o lugar de Ágide Meneguette, presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), que ocupou o cargo por quatro anos.

Piana revelou que espera fazer uma gestão como as realizadas nos últimos anos. Ele também quer aprimorar ainda mais o entrosamento com todas as entidades que compõem o Conselho Deliberativo, como federações e entidades setoriais. O colegiado representa a sociedade dentro do Sebrae. O conselho também é responsável pela aprovação de diversos projetos.

Alguns membros da diretoria do Sebrae/PR permanecem em seus cargos. Hélio Cadore continua como diretor-superintendente da entidade e Adílio Milanez segue na diretoria administrativa e financeira. A diretoria técnica é assumida por Allan Campos Costa, funcionário de carreira do Sebrae.

Um dos principais desafios para 2007 é a divulgação nos municípios paranaenses da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, sancionada no último dia 14 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A lei é um marco no fortalecimento de micros e pequenas empresas, pois estimula a formalização de novos negócios. A lei, a partir de julho do ano que vem, institui um sistema único de impostos e reduz a carga tributária para o setor. ?Esta é uma conquista, pois há anos nos articulamos e conseguimos envolver toda a classe empresarial. Esta é uma nova fase para as micros e pequenas empresas. A Lei Geral não pode ficar na gaveta. Precisamos divulgar e fazer com que ela seja aplicada principalmente nos municípios?, comentou o diretor-superintendente Hélio Cadore.

Ele lembra que Maringá foi a primeira cidade paranaense a aprovar uma lei municipal similar à Lei Geral. Sobre 2006, Cadore fez um balanço positivo. Foi o ano de implantação de diversos programas com bons resultados.

Balanço de gestão

Ágide Meneguette se despediu da presidência do conselho fazendo um balanço dos principais projetos desenvolvidos pelo Sebrae no Paraná, principalmente a aprovação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa. ?Foi com muita honra que estive à frente do conselho. Conseguimos aprovar a Lei Geral, benéfica às pequenas empresas, que são as grandes geradoras de mão -de-obra e renda hoje no Brasil.? Meneguette destacou programas como o Empreendedor Rural, Líderes Públicos, Varejo Mais, desenvolvidos pelo Sebrae e parceiros em todo o Estado. O presidente falou ainda das ações da entidade voltadas ao turismo.

?O sucesso do Empreendedor Rural é incontestável. Seu papel foi fundamental para o empreendedorismo rural, seja formando líderes seja desenvolvendo projetos cooperativos comunitários. Desde que começou, em 2003, o Empreendedor Rural já capacitou 14 mil produtores rurais?, assinalou. Meneguette também lembrou que na sua gestão foram capacitadas 6 mil pessoas que participaram do Varejo Mais. ?Esse programa desenvolveu o comércio paranaense para que o comprador não saia do Paraná, mas que compre aqui. Isso só é possível se melhorar a competitividade do comércio.?