O ministro da Fazenda, Guido Mantega, avaliou nesta terça-feira que a crise internacional não tem causado a saída de capitais do Brasil. “O mercado se move por expectativas, mas quando ele vê economia cuja dívida está caindo, não tem essa reação. A saída de capitais do Brasil é mínima, diferente de outros países”, afirmou.

Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff teria total segurança de que o Brasil está preparado para a crise e citou as reservas internacionais do País de quase US$ 400 bilhões, praticamente o dobro do patamar de 2008.

Em resposta aos parlamentares, Mantega afirmou que não há desindustrialização no Brasil, mas reconheceu o enfraquecimento da indústria em todo o mundo. “O setor perde participação no PIB de todos os países, mas o Brasil vem mantendo um certo patamar. Os preços da indústria tem crescido menos, então parece que ela diminui, mas a quantidade produzida não tem caído”, completou.