A Rússia vai manter o atual nível de produção de petróleo em 2015 e concorda com a avaliação de integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de que os mercados da commodity vão se corrigir por conta própria, afirmou nesta terça-feira o ministro de Energia do país, Alexander Novak.

“Planejamos manter o atual volume de produção (no próximo ano), sem aumento ou redução”, disse Novak a repórteres, às margens de uma conferência no Catar.

Novak notou, porém, que algumas petroleiras russas podem reconsiderar projetos de investimentos, diante da forte queda das cotações do petróleo desde meados do ano.

“A produção de petróleo poderá cair automaticamente por causa dos preços baixos e da decisão de algumas petroleiras de congelar projetos de investimentos por algum tempo”, disse o ministro. “Isso é algo que não podemos descartar.”

Novak disse ainda que se reuniu com alguns ministros de petróleo da Opep, da qual a Rússia não faz parte, antes da reunião do cartel, no fim de novembro.

“Todos os participantes da reunião concordaram que a situação vai ser corrigida pelo próprio mercado, em termos de equilíbrio entre oferta e demanda”, afirmou Novak. “Concordamos com isso.” Fonte: Dow Jones Newswires.