A Organização Mundial do Comércio (OMC) abriu hoje em Genebra uma reunião de quatro dias de negociações sobre as subvenções às exportações agrícolas, durante a rodada de desenvolvimento de Doha, informaram fontes da organização. Na conferência ministerial de Qatar, em novembro, os 144 Estados membros aceitaram negociar “a redução de todas as formas de subvenções à exportação, visando a sua retirada progressiva”.

A eliminação destas subvenções, particularmente as da União Européia, é uma das principais reivindicações de 18 países exportadores agrícolas reunidos no grupo de Cairns, liderado por Argentina, Brasil e Austrália. Suas demandas são apoiadas pelos Estados Unidos.

Recentemente, os EUA definiram sua posição negociadora propondo a eliminação, em cinco anos, das subvenções às exportações agrícolas a partir de 2005. A União Européia estima que seu sistema de subvenções a exportações é transparente e que elas foram reduzidas, de 25% do valor das vendas externas em 1992, para os 5% atuais.

O acesso aos mercados agrícolas e as medidas de apoio internas aos camponeses serão objeto de outras sessões especiais na OMC em setembro. (Fonte: Correio Web/FolhaNews)