O líder do PDT na Câmara, deputado Miro Teixeira (RJ), disse hoje que há grandes chances de o relatório do deputado Antonio Palocci, na Comissão Especial da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), ser votado hoje à noite. Segundo ele, não deve haver dificuldade em garantir quórum para a votação na comissão. Na avaliação do deputado, o que pode atrapalhar é uma eventual obstrução, por parte da oposição.

De acordo com o parlamentar, o relator Palocci ficou encarregado de conversar ao longo do dia com representantes da Receita Federal para "extrair do governo" onde pode haver, concretamente desonerações tributárias. Na reunião de hoje no Ministério da Fazenda sobre a prorrogação da CPMF, os líderes dos partidos avisaram que não aceitarão como contrapartida a criação de "grupos de trabalho" para discutir eventuais desonerações.

Já como conseqüência da absolvição ontem do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), uma das relatoras do processo que pedia a cassação do mandato do parlamentar, informou que vai propor à bancada tucana no Senado uma operação padrão pela qual o partido não mais votará projetos de interesse do governo, entre eles o da prorrogação da CPMF.