A Comissão Reguladora de Títulos da China (CSRC, na sigla em inglês) anunciou hoje que vai permitir uma rolagem “razoável” dos chamados empréstimos de margem, que os investidores tomam de corretoras para comprar ações, num gesto que aparentemente tem o objetivo de diminuir preocupações crescentes com o risco imposto por esse tipo de operação.

Em comunicado, a CSRC disse que a mudança faz parte de emendas propostas a regras que regulam financiamento de margem e vendas a descoberto. As emendas foram publicadas para consulta pública.

Atualmente, os empréstimos de margem têm vencimento de cerca de seis meses.

Na avaliação da CSRC, os negócios com empréstimos de margem são, de modo geral, “saudáveis” e seus riscos “continuam sendo controláveis”.

Recentemente, a CSRC puniu ou advertiu várias corretoras após constatar irregularidades em transações com empréstimos de margem e proibiu algumas delas de abrir contas para financiamento de margem. Fonte: Dow Jones Newswires.