A Receita Federal calculou em 28 o número de servidores exonerados até agora no processo de mudança de equipe do secretário Otacílio Cartaxo. Na cúpula da Receita, em Brasília, foram exonerados nove servidores com cargos de chefia. Nas dez superintendências regionais, foram exonerados mais 19 servidores.

As maiores baixas foram verificadas na 8ª Região Fiscal, no Estado de São Paulo, onde nove servidores deixaram o cargo, entre eles o superintendente Luiz Sérgio Fonseca. No início da semana, 19 servidores da 8ª Região ameaçaram deixar o cargo.

A cúpula da Receita avalia que o novo superintendente de São Paulo, José Guilherme Vasconcelos, está conseguindo reverter alguns desses pedidos na tentativa de pacificar o clima de instabilidade.

Na 10ª Região (Rio Grande do Sul), seis servidores foram exonerados dos cargos de confiança, entre eles, o superintendente Dão Real, dois adjuntos, dois chefes de divisão e um delegado.

Na 6ª Região Fiscal (Minas Gerais), deixaram o cargo três servidores. Na 4ª Região Fiscal (PE, RN, PB e AL), que já foi comandada pela ex-secretária da Receita Lina Maria Vieira, foi exonerado o superintendente Altamir Dias de Souza.