A queda no estoque de petróleo dos EUA na última semana fez o preço do barril subir 3,06% ontem, encerrando o dia cotado a US$ 65,04. O Departamento de Energia dos EUA divulgou seu relatório, mostrando que na semana encerrada em 9 de setembro, houve queda de 6,6 milhões de barris no estoque americano da commodity, superando a expectativa dos analistas, de queda de cerca de 2 milhões de barris no período.

O estoque de petróleo no país, no entanto, ainda está acima da média para esta época do ano, mesmo com a queda de produção de cerca de um milhão de barris por dia com as interrupções nas atividades das plataformas no golfo do México devido à passagem do furacão Katrina no fim do mês passado, segundo a EIA (sigla em inglês para Administração de Informações sobre Energia, agência do Departamento de Energia).

O departamento anunciou ontem, também, que irá vender 11 milhões de barris das reservas estratégicas do governo, segundo o secretário de Energia do país, Samuel Bodman.

?A venda garante que as refinarias têm o petróleo que precisam para manter a gasolina e o óleo diesel fluindo para os consumidores americanos enquanto a produção nas instalações do Golfo (do México) recuperam sua capacidade?, disse Bodman, em um comunicado.

A quantidade a ser vendida pelo governo ficou bem abaixo dos 30 milhões de barris que haviam sido oferecidos inicialmente, o que sugere que as refinarias não sofrem com falta de matéria-prima.