Um tumulto se espalhou hoje por Daca, a capital de Bangladesh, na Ásia, quando uma multidão expressou sua fúria após a bolsa de valores local despencar mais de 9% em uma hora. As operações na Bolsa de Valores de Daca foram suspensas depois que as ações caíram 9,25% logo no início da sessão.

O índice geral da bolsa, o DGEN, subiu 80% em 2010, mas sofreu uma série de quedas nas últimas três semanas, em um processo descrito pelos analistas como necessário. Desde 5 de dezembro, dia em que atingiu a máxima recorde de 8.918,51 pontos, o DGEN perdeu 27,4% do valor. A queda de hoje foi a maior já registrada em um único dia nos 55 anos de história da Bolsa de Daca.

Alguns manifestantes puseram fogo em móveis e a polícia teve dificuldades para manter o controle sobre a população. A multidão se reuniu do lado de fora da bolsa, no centro de Daca, e gritou contra o governo e os órgãos reguladores do mercado. Segundo Azizul Haq, inspetor de polícia da cidade, cerca de 5 mil investidores protestaram nas ruas próximas à bolsa e alguns deles foram violentos. “Eles começaram a vandalizar propriedades do governo, o que nos forçou a usar cassetetes contra eles”, disse Haq.

“Eu perdi 5 milhões de tacas (US$ 70 mil) de um investimento de 10 milhões de tacas. Isso é insano. Todas as minhas economias se foram”, disse Monirul Islam, um investidor local. “Eu coloquei todo o meu dinheiro na Bolsa de Valores de Daca”, contou Humayum Kabir. “O ministro de Finanças nos atraiu para o mercado de ações, nos disse que era seguro, mas agora nós perdemos tudo”, lamentou. O país asiático empobrecido teve crescimento econômico anual médio de 6% nos últimos oito anos. As informações são da Dow Jones.