A Autoridade Europeia de Valores Mobiliários e Mercados (Esma) informou que as autoridades reguladoras locais de Espanha, Itália, Bélgica e França vão proibir a venda de ações a descoberto a partir desta sexta-feira – quando um participante do mercado vende a descoberto um ativo financeiro sem antes ter tomado emprestado esse ativo ou sem ter garantias de que poderá realizar tal empréstimo.

“Elas o decidiram ou para restringir os benefícios que podem ser obtidos com a disseminação de boatos ou para nivelar as condições regulatórias, tendo em vista as relações entre alguns mercados da União Europeia”, diz o comunicado da Esma.

A entidade reconhece que vendas a descoberto podem ser uma estratégia de operações válida, mas, “quando usada em combinação com a disseminação de rumores falsos, isso é claramente um abuso”.

Segundo o comunicado, “acontecimentos recentes implicam que todas as autoridades competentes reforçaram a monitoração de seus mercados e estão revisando suas exigências de regulamentação”. A Grécia impôs a proibição de vendas a descoberto nesta semana, por causa da volatilidade do mercado. As informações são da Dow Jones.