A preferência por comprar pela internet aumenta a cada ano, especialmente quando o assunto são os presentes de Natal. Ao mesmo tempo cresce a necessidade de o consumidor ficar atento aos sites escolhidos e assim evitar problemas ou prejuízos.

A opção por sites confiáveis é, ao mesmo tempo, o principal cuidado que o comprador deve tomar e a principal fonte de dor de cabeça quando esta observação não é levada em consideração. “Muitos sites são confiáveis e outros não. O consumidor deve optar por sites conhecidos e confiáveis. É fundamental que ele não escolha sites que não conhece”, alerta a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano. Isso se estende ao fato de fornecer informações pessoais, como números de documentos e de cartões.

Claudia orienta o cliente a ficar atento a todas as condições de compra, como formas de pagamento, cobrança de frete e prazos de entrega, além de fazer imagens de todas as telas referentes ao negócio, que podem ser apresentadas caso aconteça algum problema. Outra dica é aproveitar as lojas físicas para conhecer de perto as funcionalidades do produto que será comprado e também pesquisar os preços, que podem ser competitivos. “É preciso estar atento a ofertas muito abaixo do mercado”, diz a diretora do Procon-PR.

Pesquise

A própria internet oferece ferramentas de busca pelo melhor preço e ajustes com as empresas caso ocorra algum problema. Sites como Buscapé, Bondfaro e Zoom ajudam a encontrar quais lojas vendem com preços mais baixos enquanto o site público www.consumidor.gov.br, criado pela Secretaria Nacional do Consumidor junto com os Procons de todo o País, faz o contato com as empresas. “O consumidor reclama e a empresa tem até 10 dias para resolver o problema. Já são mais de 214 empresas participantes”, explica Claudia. Caso a solução não seja encontrada, a recomendação é procurar pelo Procon, com todos os documentos referentes à compra.