A projeção de analistas de mercado para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2007 ficou praticamente estável. Segundo o Boletim Focus, divulgado hoje (5) pelo Banco Central (BC), a expectativa passou de 3,86% para 3,83%. O boletim revela as projeções de uma centena de especialistas para os principais indicadores da economia e é divulgado semanalmente.

Em contrapartida, a perspectiva para o índice oficial em 12 meses aumentou de 3,79% para 3,84%. Para novembro, a projeção se manteve estável em 0,28%.

No mercado paulista, a previsão é de queda dos preços, com o Índice de Preços ao Consumidor, medido pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe), em 3,87% ao final de 2007, ante 3,95% da pesquisa anterior. A perspectiva para 12 meses se manteve estável em 3,65% e para novembro passou de 0,31% para 0,30%.

De acordo com o boletim, o Índice Geral de Preços ? Disponibilidade Interna (IGP-DI), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), deve encerrar o ano em 5,87%, ante 5,76% da pesquisa anterior. Em 12 meses, a projeção para esse índice passou de 3,98% para 3,96% e para novembro subiu de 0,32% para 0,35%.

A previsão é que o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), também medido pela FVG, fique em 5,90% para o final de 2007, contra 5,56% da pesquisa anterior. Para o período de 12 meses, a perspectiva é que fique em 4,01%, ante 3,90% da projeção anterior. Em novembro, a estimativa é de 0,40%, sendo que perspectiva anterior era de 0,35%.