Foto: Valquir Aureliano

Peso é verificado pelo instituto.

Técnicos do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná -Ipem – constataram irregularidades na verificação quantitativa de produtos de higiene e limpeza que estão sendo vendidos no Paraná. Durante os meses de fevereiro e março foram visitados cerca de 160 estabelecimentos revendedores, com exames prévios em 1.396 produtos realizados no próprio local de venda. No total, foram verificadas 6.980 unidades, sendo 956 delas encaminhadas aos laboratórios do instituto.

Durante todo esse período foram fiscalizados itens dos mais diversos para higiene e limpeza, como xampus, cremes dentais, detergentes líquidos e em pó, águas sanitárias, sabões, sabonetes e cremes de barbear, entre outros. Destes, 18 foram reprovados e tiveram autos de infração lavrados por não atenderem as especificações da embalagem, apresentando volume ou peso abaixo da margem de erro permitida em relação ao exposto no rótulo. Outros três apresentavam irregularidades formais na embalagem (falta de indicativo ou grafia incorreta das medidas) e também foram autuados.

Os reprovados

Foram reprovados pelo laboratório do Ipem de Curitiba, segundo o instituto por falta quantitativa no produto, os seguintes artigos: Esponja de aço Assolan, Saponáceo cremoso Polwax, Esponja de aço Facille, Detergente maçã Girando Sol, Detergente coco Mercadorama, Desinfetante original Pinho Sol, Detergente líquido Poupe Mais, Detergente aroma limão Girando Sol e Esponja de aço luxo Palitex. Também em Curitiba, por irregularidade na embalagem, foram autuados Detergente Lily, Creme hidratante chocolate Niely Gold e Shampoo chocolate Niely Gold, informa o Ipem.

Pela regional de Londrina do Ipem foram reprovados: Desinfetante (pinho) Pinho Alpes, Lava-louças neutro Brisa, Desinfetante pinus Bertin, Desodorante (antip. s/ álcool) Flora, lava-louças maçã Ales, Gel fixador Red Apple, Óleo de peroba lavanda King e Gel relaxante Corporelle.

Em Maringá não foi constatada nenhuma irregularidade no material fiscalizado, mas em Cascavel houve uma reprovação: Esponja de lã de aço Mundi Brilho. As empresas autuadas terão um prazo de 10 dias após o recebimento do auto de infração para efetuar sua defesa prévia junto ao Ipem.

Os métodos

Para efetuar o trabalho de verificação de produtos existentes no mercado, os técnicos do Ipem visitam os estabelecimentos comerciais, onde realizam, no local, os pré-exames. Os produtos são pesados na presença do proprietário ou representante da loja. Em alguns casos, especialmente envolvendo produtos líquidos, o material é enviado para o laboratório para um exame prévio melhor condicionado quanto à temperatura, por exemplo.