A produção industrial nos Estados Unidos subiu 1,0% em julho, segundo informou hoje o Federal Reserve (Fed, o banco central do país). O resultado ficou acima das previsões dos analistas, que esperavam alta de 0,7%. O dado de junho foi revisado para queda de 0,1%, ante a alta de 0,1% informada inicialmente.

De acordo com o Fed, a utilização da capacidade instalada subiu de 74,1% em junho para 74,8% em julho, em números não revisados. Ainda assim, as taxas operacionais permanecem bem abaixo da média de 80,6% registrada entre 1972 e 2009. Os economistas esperavam aumento para 74,6%. Já a produção de veículos automotivos e autopeças aumentou 9,9% em julho, após registrar queda de 2,5% em junho. Excluindo automóveis, a produção de outros setores da economia cresceu 0,6%, na sequência de um desempenho estável no mês anterior.

A produção da indústria mineradora avançou 0,9%, impulsionada pelo aumento da produção de petróleo bruto, com a utilização da capacidade instalada subindo de 85,5% para 86,4%. A produção de serviços públicos cresceu 0,1% em julho, com a utilização da capacidade instalada recuando de 82,8% para 82,7%.

Conforme os dados, a produção de equipamentos de defesa e espaciais registrou aumento de 1,1%, puxado principalmente por uma recuperação na produção de aviões de transportes de cargas após o fim de uma greve em junho. A produção de equipamentos de escritório cresceu 1,8%, enquanto a de produtos eletrônicos aumentou 1,3%. As informações são da Dow Jones.