A produção de óleo de xisto nos Estados Unidos deve cair 10% em 2015 em relação a 2014, estima o analista Ken Ihara, da Japan Oil, Gas & Metals. Segundo ele, os investimentos no segmento devem registrar queda de 30% na mesma comparação, em um cenário de queda continuada dos preços do petróleo.

Ele pondera, no entanto, que o recuo no investimento levará cerca de cinco meses para afetar a produção, pois é o tempo necessário para que as companhias obtenham todas as licenças regulatórias para iniciar as operações.

Na semana passada, o Departamento de Energia dos EUA afirmou que a queda acentuada dos preços do petróleo pode fazer a produção de óleo de xisto cair levemente no segundo semestre do ano. O declínio seria o primeiro em quase seis anos de crescimento ininterrupto da produção de óleo de xisto no país.