A produção de níquel da Vale no terceiro trimestre do ano chegou em 71,6 mil toneladas, queda de 0,7% na relação trimestral. No acumulado do ano a produção foi de 208 mil toneladas, alta de 3,1% em relação ao observado um ano antes.

Já a produção de cobre foi de 99,3 mil toneladas no trimestre passado, recuo de 5,3% ante o visto no terceiro trimestre de 2014. De janeiro a setembro a produção de níquel chegou e 311 mil toneladas, crescimento de 13,5% na relação anual.

De acordo com o relatório de produção da mineradora, a produção das minas de Sudbury alcançou 18,3 mil toneladas no terceiro trimestre, 56,8% acima do trimestre imediatamente anterior. A produção aumentou no intervalo conforme estoques acumulados foram consumidos após um incêndio no quadro de distribuição elétrica das operações de processamento de matte no segundo trimestre deste ano.

Salobo

A produção de cobre contido no concentrado em Salobo somou 40,1 mil toneladas no terceiro trimestre do ano, em consequência do ramp-up de Salobo. Segundo a Vale, o aumento de produção foi mais fraco do que o esperado em julho “Esperamos que Salobo alcance uma taxa de utilização de 100% da capacidade no quarto trimestre de 2015”.

Potássio

A produção de potássio no trimestre passado foi de 125 mil toneladas, queda de 10,9% na relação anual. No acumulado do ano a produção chegou em 344 mil toneladas, queda de 0,4%.