A produção brasileira de aço bruto em novembro de 2014 foi de 2,8 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 2,4% na comparação com 2013. Em relação aos laminados, a produção de novembro, de 2 milhões de toneladas, apresentou redução de 8,5%. No acumulado de 2014, até o penúltimo mês do ano, a produção totalizou 31,4 milhões de toneladas de aço bruto e 23 milhões de toneladas de laminados, quedas de 0,4% e 4,9%, respectivamente, sobre o mesmo período de 2013. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 16, pelo Instituto Aço Brasil (IABr).

No que se refere às vendas internas, o resultado de novembro de 2014 foi de 1,6 milhão de toneladas de produtos, queda de 12,2% em relação ao ano passado. As vendas acumuladas em 2014, de 19,3 milhões de toneladas, mostraram queda de 9,0% com relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo o IABr, apesar das condições adversas do mercado internacional, as exportações de produtos siderúrgicos em novembro atingiram 953 mil toneladas no valor de US$ 628 milhões, devido, entre outros fatores, ao religamento do alto forno da ArcelorMittal Tubarão e suas exportações de placas. As exportações até novembro de 2014 totalizaram 8,8 milhões de toneladas e US$ 6,2 bilhões, crescimento de 16,9% em volume e de 19,8% em valor, quando comparados ao mesmo período do ano anterior.

Já as importações somaram 289 mil toneladas, US$ 303 milhões. No ano, as importações somam 3,8 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos, alta de 8,1% ante 2013.

O IABr também informou que o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos em novembro foi de 1,9 milhão de toneladas, totalizando 23,0 milhões de toneladas no período de janeiro a novembro de 2014. Esses valores representaram queda de 11,2% e 6,6%, respectivamente, em relação aos mesmos períodos do ano anterior.