O presidente da China, Xi Jinping, desembarcou na Coreia do Sul para dois dias de encontros, que têm como objetivo acelerar ainda mais uma relação econômica com Seul.

A Coreia do Norte expressou claramente a insatisfação antes da visita de Xi com uma série de testes com mísseis, sendo o último realizado ontem. O governo de Pyongyang ameaçou nesta quinta-feira conduzir novos testes.

Os presidentes chineses tradicionalmente têm preferido Pyongyang a Seul como a primeira parada em viagens à península coreana. A escolha de Xi simboliza a crescente influência chinesa no sul da fronteira entre as Coreias.

Durante o encontro com a presidente Park Geun-hye, há a expectativa de que sejam anunciados vários acordos. O escritório presidencial de Seul afirmou que um dos temas em questão será a negociação direta entre won e yuan. Os governantes também irão conversar sobre como acelerar as negociações para um acordo de livre comércio.

Xi está viajando com uma delegação de 250 executivos, incluindo nomes como Jack Ma, fundador do império do comércio eletrônico Alibaba, e Robin Li, presidente da ferramenta de buscas Baidu. A Câmara do Comércio da Coreia do Sul afirmou que essa será a maior delegação de executivos estrangeiros a visitar o país. Fonte: Associated Press.