As famílias brasileiras voltaram a gastar menos com alimentos em novembro, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15). Os preços do grupo Alimentação e bebidas tiveram uma queda de 0,25%, após já terem recuado 0,15% em outubro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira, 23.

Os gastos com os alimentos para consumo no domicílio caíram 0,45% em novembro. As famílias pagaram menos pelo feijão-carioca (-7,03%), açúcar refinado (-4,52%), farinha de mandioca (-4,25%), açúcar cristal (-3,81%) e ovos (-3,69%). Mas a batata-inglesa (19,59%), a cenoura (13,39%) e as carnes (0,22%) ficaram mais caras.

Já a alimentação fora de casa subiu 0,10% no IPCA-15. Os resultados regionais oscilaram desde uma queda de 1,05% na região metropolitana de Curitiba até a alta de 2,26% verificada na região metropolitana de Belém.