A caderneta de poupança registrou em todos os dez primeiros meses deste ano resultados positivos de captações de recursos, confirmando a tendência de maior procura da população por essa aplicação. De acordo com os dados do Banco Central, em janeiro os depósitos em cadernetas superaram as retiradas em R$ 214,6 milhões. Em setembro, houve mais depósitos que saques num montante de R$ 4,185 bilhões. Nesta quarta-feira (31), é considerado o dia internacional da poupança.

O mês de outubro, cujos dados do BC ainda não estão fechados, caminha para registrar outro bom resultado. Segundo dados parciais da Caixa Econômica Federal, que detém cerca de um terço do mercado desta aplicação, de 1º a 25 de outubro, a captação líquida da poupança está positiva em R$ 7,8 bilhões. A captação líquida é a diferença entre os depósitos e os saques feitos pelos poupadores.

Nos 10 primeiros meses deste ano, a captação líquida dessa aplicação na Caixa superou, em 12 vezes, o resultado alcançado no mesmo período do ano passado. Com o processo de redução de juros básicos pelo Banco Central, encerrado este mês, a caderneta passou a registrar melhores taxas de rentabilidade que os fundos de investimentos, tornando-se mais atrativos para os investidores.