O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China avançou de 51,7 em outubro para 51,8 em novembro, a maior leitura desde dezembro de 2016, quando foi de 51,9. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 2 (pelo horário local), pela IHS Markit e pelo grupo midiático chinês Caixin.

A leitura acima de 50 indica expansão da atividade econômica. Com o resultado, a indústria chinesa registra seu quarto mês consecutivo de crescimento.

“O setor de manufatura da China continuou a se recuperar em novembro, com alta das demandas interna e externa”, informa, em comunicado, Zhengsheng Zhong, diretor de análise macroeconômica do Grupo CEBM, parceiro da Caixin.

“Por outro lado, a confiança das empresas continuou moderada, em meio a persistentes preocupações com políticas e condições de mercado, e sua disposição a renovar estoques permaneceu limitada”, avalia Zhengsheng. “Se as negociações comerciais entre Estados Unidos e China progredirem à próxima fase e a confiança das empresas for recuperada, a produção industrial e os investimentos devem registrar uma melhora sólida.”