Rio (AE) – Com cerca de um mês de atraso, a plataforma P-34, da Petrobras, deixou ontem pela manhã o Porto de Vitória, rumo ao campo de Jubarte, localizado no sul do estado do Espírito Santo, onde deverá começar a operar até meados de novembro. Inicialmente, a plataforma vai produzir 20 mil barris por dia, mas tem capacidade para alcançar 60 mil barris diários até o final do ano, além de 600 mil metros cúbicos de gás natural por dia.

Batizada de ?Presidente JK?, a P-34 é a primeira plataforma a ser reformada a partir de um casco de navio no Porto de Vitória. As obras foram realizadas pela construtora GDK. Ainda este ano, deve entrar em operação o FPSO Cidade do Rio de Janeiro, no campo de Espadarte. A previsão é que o navio-plataforma venha a produzir a partir de dezembro, atingindo, num prazo de dois meses, sua capacidade máxima, de 100 mil barris por dia.

Também estava prevista para esta ano a entrada em operação da plataforma SSP Piranema, com capacidade de 20 mil barris por dia, mas os planos foram adiados para janeiro de 2007, devido à dificuldade na obtenção da licença de instalação do projeto.