O Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de São Paulo cresceu 1,8% no primeiro semestre, ante o mesmo período de 2012, divulgou nesta terça-feira, 27, a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). A expansão registrada no segundo trimestre, em relação ao primeiro, foi de 1,2%, na série com ajuste sazonal. No acumulado dos 12 meses encerrados em junho, a alta foi também de 1,8%, ante os 12 meses imediatamente anteriores.

Na divisão por setores, o crescimento no primeiro semestre foi puxado pela indústria, que registrou avanço de 2,5% em relação a igual período de 2012. A expansão no setor de serviços ficou em 1,2% e a agropecuária registrou aumento de 0,6%.

Na análise apenas do mês de junho, a alta foi de 1,3% na comparação com o mesmo mês do ano passado, influenciada pela expansão da indústria (3,3%) e dos serviços (0,6%), mas com recuo de 5,1% na agropecuária.

Em junho ante maio, o PIB paulista registrou queda de 0,4%, na série com ajuste sazonal. No período, o setor de serviços recuou 0,3% e o da agropecuária registrou decréscimo de 1,2%. Já o comportamento da indústria foi positivo em 0,3%.

“O PIB estadual é fortemente dependente das diretrizes nacionais de política econômica e representa um terço do PIB brasileiro e se correlaciona com este, a despeito de suas características”, aponta a instituição. O Seade ressalta que o PIB nacional mostra grande dependência de influência das commodities, enquanto a economia paulista é mais industrializada e ligada ao mercado interno.