O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 3,6% em 2010, em termos ajustados pelos preços, depois de recuar 4,7% em 2009, informou hoje o Escritório Federal de Estatísticas. A taxa foi a mais alta desde 1992. O crescimento foi levemente menor que as previsões dos economistas, que esperavam expansão de 3,7% do PIB no ano passado.

O PIB alemão cresceu “cerca de 0,5%” no quarto trimestre de 2010 ante o trimestre anterior, em termos sazonalmente ajustados, após avançar 0,7% no terceiro trimestre, informou Norbert Raeth, economista sênior do Escritório Federal de Estatísticas. “Nós ajustamos recentemente os dados para levar em conta o clima de inverno muito forte no mês de dezembro”, disse.

O escritório publicará a estimativa preliminar do crescimento do PIB no quarto trimestre de 2010 em 15 de fevereiro. Levando-se em conta o número de dias trabalhados no ano, o PIB da Alemanha teve expansão de 3,5%. A taxa de crescimento da economia vai desacelerar para cerca de 2,5% neste ano por causa de uma perspectiva de enfraquecimento das exportações, projetam economistas do setor privado. As informações são da Dow Jones.