A montadora francesa Peugeot informou um lucro líquido de 571 milhões de euros no primeiro semestre de 2015, comparado com prejuízo líquido de 114 milhões de euros no mesmo período do ano passado. A receita avançou 6,9%, para 28,9 bilhões de euros.

O resultado – o primeiro lucro líquido reportado desde 2011 – surpreendeu os investidores e foi influenciado pelas baixas taxas de juros na Europa e pelo aumento da eficiência na linha de produção. “Os resultados da Peugeot Citroën são verdadeiramente extraordinários para uma empresa que apenas há 24 meses estava perdendo dinheiro e em dificuldades financeiras”, disse o analista da Bernstein Max Warburton.

A companhia também comemorou os números. “Nós estamos nos movendo rapidamente em direção ao nosso plano”, disse o diretor financeiro da Peugeot Citroën, Jean-Baptiste de Chatillon.

A companhia também ajustou a sua perspectiva para vendas de automóveis. Enquanto espera que as vendas subam 6% na Europa este ano, na China esse crescimento deve ser de apenas 3%. Na América Latina deve haver um recuo de 15% e na Rússia, 35%.

No início do ano, a Peugeot projetava alta de 1% nas vendas na Europa, 7% na China e queda de 30% na Rússia. Fonte: Dow Jones Newswires.