O Paraná registrou um aumento no número de empresas abertas nos seis primeiros meses deste ano. A maioria delas, micro e pequenas empresas. De acordo com números da Junta Comercial do Paraná, foram abertas de janeiro a junho deste ano 28.207 novas empresas.

Em 2008, o total foi de 26.454. Ou seja, 1.753 empresas a mais em 2009. Além disso, a mortalidade dessas empresas tem diminuído, apontam os dados. O número registrado de empresas fechadas foi menor se comparado com o ano passado: deram baixa 8.988 empresas em 2009, contra 9.223 em 2008.

Os dados foram divulgados ontem, Dia da Micro e Pequena Empresa, pelo Sebrae-PR. A entidade comemora também a Semana da Pequena Empresa do Paraná até esta sexta-feira, com palestras sobre empreendedorismo em todo o Estado.

Os números da Junta Comercial apontam que o Paraná fechou 2008 com a abertura de mais de 50 mil novas micro e pequenas empresas. Em todo o Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem mais de seis milhões de micro e pequenas empresas formais.

Pesquisa Sebrae/Dieese 2008 para o Anuário Estatístico aponta 450 mil empresas formais no Paraná. As informais no Estado são estimadas em 565 mil empresas. O segmento responde por 60% dos empregos com carteira assinada no Brasil, mesma tendência verificada no Paraná.

Em 2008, as micro e pequenas empresas com até quatro funcionários geraram mais de 50% das novas vagas de trabalho, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

No Brasil, as micro e pequenas empresas são responsáveis por 38% da massa salarial e no Paraná, por 44% da massa salarial, indicando maior relevância das micro e pequenas empresas na geração de renda, quando comparado com o Brasil.

A maioria dos empregos das micro e pequenas empresas está no interior. O Anuário do Trabalho Sebrae/Dieese 2008 confirma isso e coloca o Paraná entre os quatro estados do Brasil com o maior número de trabalhadores empregados formalmente em micro e pequenas empresas.