Foto: Divulgação

Shopping Palladium: será inaugurado em abril de 2008.

Com investimento de R$ 280 milhões e faltando seis meses para a inauguração, o Palladium Shopping Center – que promete ser o maior e mais moderno shopping do Sul e um dos maiores do País – entrou em sua fase final. Ontem foram entregues aos lojistas as pastas técnicas para que sejam elaborados e orçados os projetos arquitetônicos. Até agora, 92% das 356 lojas previstas já foram comercializadas. O empreendimento – do grupo Tacla Shopping e da Melton Administração e Participações – está sendo construído no bairro Portão, em Curitiba, entre as Avenidas Kennedy, República Argentina e a via rápida que liga o bairro ao centro.  

?Estamos entregando as pastas com antecedência para que os lojistas possam orçar o projeto arquitetônico o quanto antes e para que não haja risco de não ficarem prontas na inauguração do shopping?, afirmou ontem o empresário Aníbal Tacla, do grupo Tacla. A idéia, segundo ele, é liberar o espaço para a montagem das lojas a partir de janeiro. ?O importante é ter o máximo possível de lojas abertas no dia da inauguração?, comentou. A previsão é que o novo empreendimento abra as portas na segunda quinzena de abril.

De acordo com o empresário, a idéia é fazer do Palladium um shopping ?extremamente competitivo e atrativo?. Nesse sentido, o local abrigará não apenas lojas, mas clínicas de massoterapia, ortodontia, laboratório de análises clínicas, escola de idiomas. ?O objetivo é que o consumidor não venha só comprar, mas que utilize os serviços?, comentou. O prédio comercial, que terá entrada exclusiva por dentro do shopping, contará com 80 espaços – desses, quase 40% já foram comercializados. Sobre o estacionamento do Palladium, o empresário afirmou que, numa primeira fase, ele será gratuito por três horas.

Mercado

Para Aníbal Tacla, Curitiba ainda comporta outros shoppings. ?Tudo depende da escolha do local?, comentou. Sobre a polêmica compra do estádio do Pinheirão – arrematado pelo grupo Tacla por R$ 11 milhões no dia 21 de setembro durante leilão que foi suspenso pelo Tribunal de Justiça (TJ) semanas depois -, o empresário disse que, no futuro, ?o local pode ser interessante? para a construção de um novo shopping.

Segundo ele, o TJ vai ouvir as duas partes – grupo Tacla e Federação Paranaense de Futebol – para decidir se o leilão terá validade ou não.

Além do Palladium, o grupo e a Melton mantêm outros três empreendimentos: o Itajaí Shopping, em Santa Catarina; o Palladium de Ponta Grossa e o Shopping Crystal, em Curitiba.