A Política de Desenvolvimento Econômico do Paraná (PDE) prevê o investimento de R$ 18,2 bilhões nos próximos três anos e meio, anunciou nesta terça-feira (24) o secretário do Planejamento, Enio Verri. A PDE é o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Paraná.

Para aplicação dos recursos e o desenvolvimento de ações e programas, o Governo do Paraná dividiu o Estado em seis regiões: Centro Expandido, Leste, Norte, Noroeste, Oeste e Sudoeste. Os R$ 18,2 bilhões que serão investidos nos próximos quatro anos virão dos orçamentos da administração direta e indireta, autarquias e empresas estaduais, além dos repasses constitucionais.

?Trata-se de políticas que visam à construção de um Estado democrático, progressista e justo, em contraposição ao modelo excludente e gerador de desigualdades sociais e desequilíbrio econômico. A aplicação da PDE garante políticas públicas que asseguram o desenvolvimento econômico sustentável e descentralizado, garantindo os direitos fundamentais do cidadão e preservando a sua dignidade?, explica o secretário do Planejamento, Enio Verri.

?A PDE vai priorizar os mais pobres e excluídos, com ações e investimentos nas regiões com os menores índices de desenvolvimento econômico e social do Estado?, diz. A proposta foi elaborada de forma integrada por secretarias, autarquias e empresas do Estado, com a coordenação dos técnicos da Secretaria de Planejamento.