io de Janeiro – A carga de energia do Sistema Interligado Nacional aumentou 0,5% em julho em relação ao mês anterior, seguindo tendência sazonal já prevista pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Em relação a julho de 2006, o crescimento registrado foi de 4,0% e, segundo a área técnica do ONS, se justifica devido às baixas temperaturas ocorridas nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul ao longo daquele mês, que reduziram a carga de refrigeração. Contribuiu ainda para o resultado o desempenho de setores industriais.

No acumulado dos últimos 12 meses, a expansão da carga atingiu 4,3%, em comparação ao período anterior. Os números foram divulgados hoje (31) pela diretoria de Planejamento e Programação da Operação(DPP) do ONS. O maior aumento da carga em julho sobre junho foi observado pelo ONS no subsistema Nordeste (1,3%), seguindo-se o subsistema Sul, com 0,8%, e o subsistema  Sudeste/Centro-Oeste, com 0,3% também  positivo.

O único subsistema a apresentar variação negativa na carga de energia em julho contra o mês anterior foi o Norte, com ?0,4%. Em relação a julho do ano passado,  o ONS apurou crescimento de 7,6% no subsistema Nordeste, 3,8% no subsistema Sul, 3,6% no subsistema Norte e 3,2% no subsistema Sudeste e Centro-Oeste.