Rio – A realização da Olímpiada de 2008 na China vai aumentar as possibilidades da indústria da construção civil brasileira naquele mercado, sobretudo para exportação de material. A expectativa é do presidente da Câmara de Indústria e Comércio Brasil-China, Charles Andrew Tang.

Ele revelou que já existem hoje na capital chinesa, Beijing, mais hotéis de quatro e cinco estrelas do que em Nova Iorque, Londres ou Paris. ?Em função da Olimpíada, somente em Beijing estão se construindo mais 350 hotéis. Em termos de materiais de construção, o Brasil pode exportar muita coisa para a China?.

Tang destacou entre outros bens com potencial de venda para o mercado chinês louças de porcelana, metais sanitários, revestimentos, madeira. As oportunidades de negócios e possibilidades de incremento da corrente de comércio bilateral serão objeto de debate durante a próxima visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à China, no mês de maio.