A taxa de ocupação dos voos domésticos de passageiros alcançou 79,39% em janeiro, alta de 6,26% em relação à taxa observada em janeiro de 2012. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que divulgou o dado na tarde desta sexta-feira, trata-se da melhor taxa de ocupação doméstica para janeiro desde o início da série, em 2000.

Em sentido contrário, a demanda do transporte aéreo doméstico de passageiros caiu 1,04% no mês passado na comparação com um ano antes. A Anac informa que a redução de demanda doméstica em janeiro é a primeira para o período desde 2004 e ocorreu após 44 meses consecutivos de crescimento. A oferta doméstica também caiu em janeiro, em 6,87%, representando a primeira redução após oito anos seguidos de expansão para o mês.

Avianca e a Trip apresentaram as maiores taxas de crescimento da demanda doméstica em janeiro deste ano. A Avianca teve alta de 33,74% e a Trip cresceu 29,09%. A Avianca ampliou a sua participação no mercado doméstico de 4,64%, em janeiro do ano passado, para 6,27%, em janeiro deste ano. A Trip saltou de 4,07%, em janeiro do ano passado, para 5,31%, em janeiro deste ano.

Internacional

O balanço da Anac destaca ainda que a demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras teve crescimento de 9,56% em janeiro em relação a janeiro de 2012. A oferta internacional registrou aumento de 20,39% no mesmo comparativo. Os níveis de demanda e de oferta são os maiores desde o início da série, em 2000, ressalta a Anac.

A taxa de ocupação dos voos internacionais operados por empresas brasileiras alcançou 76,93% em janeiro, contra 84,53% em janeiro de 2012. No segmento, o melhor aproveitamento no mês passado foi alcançado pelo Grupo TAM, com 78,86%. A Gol alcançou aproveitamento de 65,90%. A Anac destaca que essas duas empresas representaram a totalidade das operações de empresas brasileiras no transporte aéreo internacional em janeiro de 2013, sendo que o Grupo TAM obteve fatia de 87,23% e a Gol, de 12,77%.