O número de empresas importadoras cresceu 17,6% no ano passado em relação a 2006, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Em 2007, 4.339 novas companhias passaram a comprar produtos no mercado externo, totalizando 28.911 empresas. Na comparação com 2005, quando 22.633 empresas importavam, o crescimento acumulado atinge 27,7%. O incremento neste período foi de 6.278 empresas.

Para o vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, o fator câmbio é o maior estimulador desse aumento. Ele lembra, por exemplo, que entre 2004 e 2005 a alta não passou de 1%. "Claramente, o crescimento é reflexo do câmbio. Entre 2004 e 2005, o dólar ainda estava num patamar razoável. Embora a valorização já estivesse em curso, os empresários ainda tinham dúvidas se haveria uma seqüência", explica.