O número de trabalhadores assalariados da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) subiu 0,6% em abril ante março, segundo pesquisa da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgada nesta quarta-feira. Já o total de trabalhadores sem carteira recuou 6%. O contingente de autônomos cresceu 1,2% no período e o de trabalhadores classificados nas demais posições ocupacionais, 0,5%.

Segundo a Fundação Seade e o Dieese, a queda do número de trabalhadores sem carteira assinada é explicada pelo fato de as empresas, ao iniciarem um processo de dispensa de trabalhadores, demitirem em um primeiro momento aqueles que não possuem registro em carteira.