O Ministério Público Federal em Rondônia abriu, na noite de hoje, inquérito para investigar denúncias de violações dos direitos humanos nos canteiros de obras da usina de Jirau, no rio Madeira.

Em depoimento a procuradores, operários disseram que sofriam, durante o trabalho de construção da hidrelétrica, assédio moral e tratamento preconceituoso e ofensivo. Por meio de nota, o MPF destacou que serão apuradas denúncias de violências praticadas por “prepostos ou pessoas contratadas pelas empresas”.