O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Armando Monteiro, disse nesta segunda-feira, 09, que as medidas de ajuste fiscal que serão implantadas pelo governo são absolutamente necessárias para o reequilíbrio macroeconômico do País. Monteiro, que participou hoje de reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI), disse que toda a representação do conselho concorda com esse entendimento.

“Todos entendem que essas medidas impõem restrições”, afirmou. “Ninguém cogita promover desonerações. Não há espaço fiscal e não seria realista”, acrescentou.

O ministro disse que a taxa de câmbio está dando uma oportunidade para o Brasil no que diz respeito às exportações. “A taxa já é bem mais amigável ao setor exportador e há perspectivas de que a política industrial será mais ativa”, afirmou, ressaltando que o objetivo é que o Brasil consiga ampliar o número de destinos internacionais de sua produção.

“O plano nacional de exportação terá olhar de curto e médio prazo”, disse. “É um plano validado pelo escrutínio e participação do setor privado. Mais de 50 setores já foram consultados.”