A Microsoft anunciou nesta quarta-feira que irá cortar até 7.800 postos de trabalho, a maior parte em seu negócio de hardware de celulares, com o intuito de reduzir custos e simplificar operações.

Além disso, a empresa fará uma amortização no valor de US$ 7,6 bilhões em seu negócios na aquisição da Nokia. A companhia informou também que terá um encargo com reestruturação no valor entre US$ 750 milhões e US$ 850 milhões.

Recentemente, a Microsoft avisou que planejava cortar custos em seu negócio de smartphone e outras unidades de hardware. Sua unidade Nokia já tinha sido alvo de milhares de cortes de empregos em uma das maiores demissões na história da Microsoft, anunciado no ano passado.

A Microsoft desembolsou mais de US$ 9 bilhões na compra de seu negócio de celulares da Nokia, em um acordo firmado por Steve Ballmer, antecessor do chefe-executivo Satya Nadella, no final de 2013. O acordo tinha como intenção fazer a Microsoft um player relevante no mercado de smartphones. No entanto, a empresa dos smartphones Windows perdeu participação de mercado.

Em junho, a Microsoft reformulou seus executivos, o mais recente sinal de que ela está limpando seu negócio de hardware de smartphones. O movimento incluiu a saída do ex-chefe da Nokia, Stephen Elop. Fonte: Dow Jones Newswires