O Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC) determinou ontem, o prazo para o término das negociações para o reajuste salarial dos trabalhadores da indústria automotiva. O prazo foi decidido durante uma reunião entre a diretoria do SMC e representantes do Sindicato Nacional da Indústria de Veículos Automotores (Sinfavea). Inicialmente, o Sinfavea, que defende o interesse das montadoras Volks Audi, Renault e Volvo, queria datar o fim das negociações para o dia 6 de setembro.

Três reuniões estão marcadas até o fim de agosto. As rodadas de negociação acontecem nos dias 24, 26 e 30. No dia 31 de agosto está marcada uma assembléia na porta das montadoras, Volks Audi, Renault e Volvo, para avaliação e votação de aceitação, ou não, da proposta feita pelas empresas. ?Serão os trabalhadores que irão decidir se a proposta serve ou não para a categoria?, explicou o presidente do SMC e da Força Sindical do Paraná, Sérgio Butka.

Os metalúrgicos querem a correção da defasagem salarial. A expectativa é que a inflação feche em setembro na casa dos 5,4%. Além disso, eles pedem aumento real, que ainda não está definido.