O mercado brasileiro de informática cresce fortemente, impulsionado pelo câmbio favorável e pelo desempenho da economia. Em 2006, a receita liquida das empresas de tecnologia da informação (TI) somou US$ 17,7 bilhões no País, um crescimento de 18% sobre o ano anterior, segundo o Anuário Informática Hoje 2007. Este ano, deve ficar em pelo menos US$ 20 4 bilhões. A consultoria IDC prevê uma expansão acima de 15% para as compras de tecnologia no Brasil.

A maior empresa de informativa do Brasil, segundo o Anuário, e a IBM,com receita liquida de US$ 1,79 bilhão, seguida da HP Brasil (US$ 1,512 bilhão) e da Samsung (US$ 854,4 milhões). Entre as brasileiras, a mais bem colocada e a estatal Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), com receita de US$ 556,1 milhões, em sexto lugar. A Itautec ficou em sétimo, com US$ 548 4 milhões, e a Positivo Informática.

maior fabricante de computadores do Pais, ficou na nona colocação, com receita de US$ 472,4 milhões.

O mercado brasileiro de tecnologia tem crescido acima da media mundial. "Hoje somos o 12º maior mercado do mundo", apontou Denoel Eller, diretor de Marketing e Soluções da HP. "Em 2010, chegaremos a nono ou décimo". Ele destacou que o País também tem atraído investimento em pesquisa e desenvolvimento.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo