O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o governo não tem intenção de estender a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de automóveis novos. “(A prorrogação) termina este mês. E se você está pensando em comprar um automóvel, aproveite a oportunidade, que os preços ainda estarão reduzidos”, comentou, com bom humor, para jornalistas ao final do Fórum Globonews.

O ministro lembrou que a redução do IPI não ocorreu só para automóveis, mas também para produtos da linha branca (geladeiras, fogões, lavadoras) e material de construção. Outros produtos tiveram redução permanente no imposto, entre eles, material de construção. “À medida em que a economia demonstra que está caminhando com suas próprias pernas, então poderemos tirar esses estímulos”, disse.

O ministro ressaltou que a indústria automobilística retomou os patamares de produção registrados no ano passado. Contudo, disse que a fabricação de caminhões e tratores ainda está abaixo do registrado em igual período do ano passado. No caso da produção de ônibus, as indústrias estão retornando a patamares registrados há 12 meses com força. “Os setores (produtivos) que não estão voltando poderão ter algum estímulo adicional”, afirmou. “Nós vamos avaliar (esses fatos) no final do mês.”