Brasília (AE) – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse ontem que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no último trimestre deste ano deverá ser entre 1,5% e 1,6%. Segundo ele, o crescimento econômico já se acelerou no último trimestre, a construção civil está indo muito bem e a demanda aumentou. Por isso, na opinião do ministro, para o País chegar aos 5% de crescimento em 2007 é só manter o ritmo do último trimestre deste ano.

?Com o pacote de medidas isso vai ser mais fácil?, afirmou, depois de despachar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio da Alvorada. Segundo o ministro, os investimentos estão indo muito bem e a formação de capital bruto neste último trimestre cresceu 2,5%, o que mostra a expansão da capacidade de produção. Segundo o ministro, os investidores estão preferindo investir em produção do que em aplicações financeiras.

Mantega reafirmou que as medidas de estímulo ao investimento e de ajuste fiscal e tributária serão anunciadas até o dia 15 de dezembro e disse que várias delas poderão ser definidas por medida provisória, de aplicação imediata.