Brasília – O ministro do Planejamento, Guido Mantega, assinou ontem um termo de compromisso com os servidores das universidades e escolas técnicas federais. Para o ministro, o acordo é histórico porque é a primeira vez que o governo negocia com a Federação dos Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) e com o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional (Sinasesp) sem necessidade de greve. O acordo vai atingir 145 mil servidores da ativa, aposentados e pensionistas das duas entidades. Para os 31.584 servidores de nível superior, o aumento será de R$ 265. Para os 91.262 de nível intermediário, de R$ 180, enquanto os 22.155 de nível auxiliar receberão R$ 130 de aumento. Esses reajustes estão sendo dados a título de gratificação e o governo se compromete a enviar um projeto de lei ao Congresso alterando a tabela de remuneração.