Brasília (AE) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou o embaixador Ronaldo Sardenberg, ex-ministro de Fernando Henrique Cardoso, para participar de seu governo no segundo mandato. O convite de Lula é para que Sardenberg presida a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas, na conversa com o embaixador, o presidente deixou claro que as portas estão abertas para a eventualidade de ele vir ocupar outro cargo, inclusive de ministro.

?Quero você perto de mim?, disse Lula a Sardenberg, que está deixando a chefia da missão permanente do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU). Para o seu lugar, foi indicada a atual diretora do Departamento de Organismos Internacionais, Maria Luiza Viotti.

A definição de um nome para ocupar a presidência da Anatel se arrasta há mais de um ano, quando, em novembro de 2005, terminou o mandato do então presidente Elifas Gurgel do Amaral. A vaga estava prometida ao PMDB, mas disputas internas do partido tornaram inviável a indicação de um nome para o cargo.

Além de divergências entre a cúpula do PMDB e o ministro das Comunicações, Hélio Costa, contribuiu para agravar a situação a oposição ferrenha da ala sindical do governo, liderada principalmente pela Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações (Fittel), cujo presidente é José Zunga, que é próximo da CUT e amigo pessoal de Lula.