A Lufthansa espera ter maior lucro operacional este ano, graças a custos de combustível mais baixos, informa a empresa em uma apresentação que será exposta a investidores na segunda-feira (11), em Nova York. A Companhia aérea alemã não quantificou o aumento esperado, mas disse que os gastos com combustível cairiam para cerca de 4,9 bilhões de euros (US$ 5,4 bilhões) este ano, contra 5,7 bilhões de euros em 2015.

A Lufthansa informou também que tem um hedge (proteção) de 75% contra as flutuações dos preços dos combustíveis e do dólar este ano. Para 2015, a Lufthansa estima que seu lucro ajustado antes de juros e imposto deve ter ficado entre 1,75 bilhão e 1,95 bilhão de euros, excluindo o custo das greves no quarto trimestre do ano.

A transportadora foi atingida por uma greve de uma semana liderada pelo sindicato que representa o pessoal de cabine, no último trimestre – a greve mais longa da história da companhia aérea. A Lufthansa deve dar mais detalhes sobre as perspectivas para 2016, além de seus resultados de 2015, em uma coletiva de imprensa marcada para 17 de março. Fonte: Dow Jones Newswires