A companhia espanhola Telefónica, controladora da Vivo no Brasil, anunciou um lucro líquido de 1,8 bilhão de euros no primeiro trimestre do ano, mais que o dobro dos 688 milhões de euros registrados no mesmo período do ano passado. O resultado veio acima das previsões de analistas consultados pela FactSet, que esperavam lucro de 702 milhões.

Segundo a companhia, o resultado dos três primeiro meses de 2015 foi fortemente afetado pela venda da operadora de telefonia móvel britânica O2. Por causa da operação, a Telefónica registrou 1,19 bilhão em ganhos em impostos diferidos de ativos no Reino Unido.

A receita cresceu cerca de 13%, para 11,54 bilhões de euros, impulsionada pela recente aquisição da E-Plus na Alemanha e o rápido crescimento na América Latina. Analistas haviam previsto receitas de 11,27 bilhões de euros. Fonte: Dow Jones Newswires.