O banco Bradesco registrou lucro líquido de R$ 5,817 bilhões de janeiro a setembro deste ano, mostrando evolução de 73,6% sobre o mesmo período do ano passado. A rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio foi de 32,6%.

Do total do lucro, 70% corresponderam às atividades financeiras e 30% foram representados pelas atividades de seguros, previdência e capitalização. O índice de eficiência acumulado em 12 meses foi de 41,8%, sendo o 10º trimestre consecutivo inferior a 50%.

A carteira de crédito total (considerando avais, fianças e recebíveis de cartões de crédito) atingiu R$ 140,093 bilhões, mostrando expansão de 27% sobre o mesmo intervalo de 2006. As operações com pessoas físicas cresceram 28,5%, para R$ 54,383 bilhões, enquanto as operações com pessoas jurídicas aumentaram 26,1%, para R$ 85,710 bilhões.

O patrimônio líquido do Bradesco totalizou R$ 29,214 bilhões, com incremento de 34,2% sobre o mesmo período do ano passado. O índice de Basiléia em setembro era de 14,2% (16,95% caso fosse utilizada a prerrogativa de exclusão da posição vendida em moeda estrangeira conforme circular do Banco Central).

Os ativos somaram R$ 317,647 bilhões no final do período, com crescimento de 30,6% sobre setembro de 2006. O retorno anualizado sobre os ativos totais médios foi de 2,7%, igual ao verificado no mesmo período anterior.