O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que o poço BM-S-17, localizado a Sudoeste do Polo de Tupi, dado como seco, “não pertence ao pré-sal”. “Não é do pré-sal. Ele está na periferia do pré-sal. No pré-sal há muito óleo”, disse Lobão, ao chegar a evento onde assinará convênio da Eletrobrás com o governo do Distrito Federal para a revitalização da fonte luminosa da Torre de TV de Brasília. Segundo informações do Grupo Estado, a partir de dados técnicos, conclui-se que esse poço estaria seco. Seria o primeiro poço da Petrobras no pré-sal sem óleo. Mas, segundo o ministro, não se trata do pré-sal.

Lobão disse também que conversou ontem “longamente”, em Vitória, com o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung. “Ele está com a melhor das disposições. Mas é claro que tem suas reivindicações”, disse Lobão, referindo-se às críticas que Hartung e o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, têm feito ao novo modelo regulatório do pré-sal por temerem que seja implantada nova política de distribuição de royalties que tire dinheiro de seus Estados.

Lobão disse, porém, que Hartung não lhe informou que não iria à cerimônia de lançamento do marco regulatório do pré-sal. Segundo o jornal O Globo, Hartung e Cabral não irão à festa em protesto contra a possibilidade de perder dinheiro dos royalties. Lobão disse que já havia conversado anteriormente com Cabral e disse que nem ele nem Hartung “estão pintados para a guerra”.