Brasília

  – O ministro da Agricultura, Pratini de Moraes, anunciou a inclusão do leite na política de preços mínimos do governo federal. O valor referência fixado foi de R$ 0,32 por litro e teve como base o mercado paulista. O objetivo do governo é reduzir a oscilação do preço do produto na época da safra – que começa entre fevereiro e março, dependendo do estado. A indústria que pagar o preço mínimo terá direito a financiamentos do governo federal com taxa de 8,75% ao ano.

– Essa medida é um avanço muito importante e um pleito antigo do produtor – disse Pratini.

Segundo o assessor especial do Ministério da Fazenda, José Gerardo Fontelles, a medida vai facilitar as exportações, uma vez que a indústria terá garantia de financiamentos. A previsão é que, com essa medida, o setor exporte US$ 40 milhões em 2003. Para este ano, as exportações devem ficar em US$ 23 milhões.

O Ministério da Agricultura também anunciou os preços mínimos regionais de seis produtos agrícolas para a safra 2002/2003. O principal destaque é a uva, cujo preço mínimo foi fixado em R$ 0,33 o quilo, representando um aumento de 13,8% em relação à safra de 2001/2002.

O Ministério também aumentou o preço mínimo da semente de trigo de R$ 450 a tonelada para R$ 650.