O governo prevê que o leilão de concessão da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA), deverá ocorrer até o dia 15 de dezembro deste ano. A previsão confirma a expectativa que já vinha sendo falada por autoridades do setor elétrico do governo de que o leilão deveria ocorrer mais para o fim do ano. Isso representa um atraso, já que no balanço anterior do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), de abril, a expectativa era de que a licença prévia do projeto fosse liberada até o fim de julho para que a licitação ocorresse até o fim de setembro.

Como a licença ainda não saiu, a nova expectativa do governo é de que o aval do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) saia até o dia 26 deste mês para que o leilão possa ocorrer em dezembro. Apesar dos atrasos, no monitoramento do PAC, o projeto de Belo Monte aparece com o selo verde, que significa que o ritmo está adequado.

Angra 3

O governo adiou em sete meses a data para a conclusão das obras da usina nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro. No balanço do PAC, divulgado hoje, o governo projeta para 30 de maio de 2015 o término da construção da usina. No balanço anterior do PAC, relativo a abril deste ano, o governo trabalhava com uma perspectiva mais otimista, segundo a qual a usina seria concluída até o fim de outubro de 2014.

As obras da usina foram iniciadas no dia 1º de julho deste ano. Até o momento, segundo o balanço do PAC, a parcela da obra que foi feita é de 0,5%. A expectativa para até o fim deste ano é de executar 1,5% do trabalho. Quando estiver pronta, a usina vai gerar 1.400 megawatts (MW).